Espaço de discussão sobre o comportamento de consumo das crianças na Internet

Arquivo para a categoria ‘Segurança’

Dia Mundial da Internet Segura

Por Vanessa Xavier

“Estar online é mais que um jogo. É sua vida.” Em 2011, este será o lema. Adotado pela rede Insafe, organizadora do Dia Mundial da Internet Segura, comemorado hoje, dia 8 de fevereiro, a frase já suscita cautela e preocupação para pais e educadores.

A data mobiliza 65 países para promover o uso seguro da Internet. E, as ações começam hoje (8) com debate sobre o tema às 14h30 na revista Viração (rua Augusta 1239, cj 11, com vagas limitadas) ou pela Internet no link www.diadainternetsegura.org.br

Dia Mundial da Internet Segura

Página da passeata virtual do Instituto Paramitas

 

 

Durante o dia todo o Instituto Paramitas organiza uma passeata virtual, com o objetivo de reunir interessados para deixar mensagens e comentários sobre o tema.

 

 

“A Internet não é terra sem lei”

A frase, de Marcelo Tas, está no belo vídeo de depoimento publicado na página principal do site brasileiro da Rede Insafe, que reúne as organizações que trabalham na promoção do uso consciente da Internet nos países da União Européia.

Vale conferir!

#ficaadica

 

O Menino Maluquinho, de Ziraldo, e a segurança na Internet

Por Vanessa Xavier, Ana Lucia Abrão e Valéria de Cássia Costa

Quando a combinação é Internet e criança, alerta máximo! Sinônimo de relacionamento, socialização, pesquisa e educação, a Internet também pode ser sinônimo de programas mal-intencionados, gente mal-intencionada, golpes.

“Iniciativa criativa e corajosa da professora Patrícia Peck Pinheiro”, escreveu o cartunista Ziraldo na abertura do livro ‘A Internet Segura do Menino Maluquinho’, publicação recém-lançada pelo Instituto Internet no Estado da Arte (i.Start), também responsável pelo movimento Criança Mais Segura na Internet. Patrícia é sócia-fundadora do escritório que leva seu nome, referência nacional em Direito Digital, organizador do movimento.

Ziraldo, Menino Maluquinho

Capa do livro 'A Internet Segura do Menino Maluquinho'

Por meio do livro e do Menino Maluquinho, personagem de sucesso entre adultos e crianças há mais de 30 anos, Ziraldo transmite as mensagens mais importantes sobre segurança na rede aos pequenos leitores/internautas. A história é contada a partir da instalação da banda larga na casa do Menino Maluquinho. Com a participação dos pais do menino e de um super-herói, que vive no computador da família e combate os vírus, o livro é recheado de ilustrações.

imagem do livro

Super-herói na tela do Menino Maluquinho

O guia ‘A Internet Segura do Menino Maluquinho’ faz parte das comemorações de um ano do movimento Criança Mais Segura na Internet e está disponível para download no site da instituição assim como outros guias sobre compras na Internet e redes sociais.

O Dedinho Digital também falou sobre o movimento Criança Mais Segura na Internet no post: “Segurança das crianças na Internet”.

Segurança das crianças na Internet

Por Ana Lucia Abrão e Vanessa Xavier

Superexposição, cyberbulling, pirataria, golpes, sequestros, pedofilia: são muitos os perigos da internet, principalmente para quem é iniciante nesse mundo digital. Como proteger nossas crianças?

Criança mais segura na Internet

Logotipo do movimento

 O Movimento “Criança mais segura na internet” ouviu essa preocupação dos pais e criou a ação de Responsabilidade Social Digital que visa a formação de usuários digitalmente corretos. Com o foco em disseminar o uso ético, seguro e legal da Internet e das novas tecnologias, o movimento criou o portal onde qualquer pessoa pode obter informações sobre como se comportar na rede sem colocar em risco a segurança, principalmente com relação às crianças.

O Movimento vai além: pretende sensibilizar os órgãos competentes para a inclusão da disciplina “Cidadania e Ética Digital” no currículo escolar, tanto de escolas públicas quanto particulares de todo o Brasil. Para isso, criou e colocou disponível no site um abaixo assinado digital

O “Criança mais segura na internet” também sai do digital por meio da formação de ativistas voluntários que visitam escolas e empresas, ministrando palestras de conscientização principalmente para pais, filhos e educadores. O movimento oferece um curso de educação à distância (EAD) para as pessoas que desejam ser voluntários. São cartilhas, vídeos explicativos, recursos audiovisuais para realização de palestras e uma avaliação ao final.

Somente com muita informação e cuidado podemos fazer da internet um lugar seguro para todos. A equipe do “Criança mais segura na internet” está fazendo a parte dela, você faz a sua?